Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Por que raspar a cabeça?

Para adotar o minimalismo como um estilo de vida, primeiro é necessário entender que você tem que aprender a “desgostar” de muitas coisas. Deve desapegar  de outras e, por fim – mas não menos importante – saber o que lhe faz diferença e agrega valor de verdade (também não somente isso). E oque isso tem a ver com raspar a cabeça?

Isso significa abrir mão de status, moda, aparência, conceitos de beleza, de riqueza, entre outros… Você não precisa ser bonito para todos, você não precisa obrigatoriamente agradar ninguém… Contanto que agrade a si mesmo!

A beleza está nos olhos de quem vê.

A começar por si mesmo. Por que não mudar? Por que não arriscar, tentar algo novo? Demonstrar (não somente a terceiros, mas sim a você) que é confortável com as circunstâncias e está apto a mudança… É sabido que o tempo é recurso mais caro  e o que se tem de mais valioso. Não o seu cabelo. Você não é o Sansão.

Já parou para imaginar quanto tempo poderia economizar só por acordar de manhã sem precisar penter o cabelo? Ou pior ainda, lavar, arrumar, passar gel, ou etc? Falando em lavar, já mensurou qual o tempo gasto para lavar, passar shampoo, condicionador, fora o que gasta com isso tudo, em dinheiro mesmo? E o tempo! Nada mais de banhos de 30 minutos, 1 hora! Aqueles que fazia a mãe bater na porta dizendo pra sair (é, to sabendo). Você vai tomar banho mais rápido que imediatamente! Sobrando ainda, mais tempo

 




 

Seja aliado da praticidade: acorde sabendo que está pronto para fazer o que quiser, ou tiver que. Chegue no trabalho no horário certo, sem precisar por a culpa no trânsito! Sinta-se sempre preparado para fazer o que quiser fazer e ir aonde quiser ir sem precisar gastar tempo se arrumando, penteando, perfumando, escolhendo roupas… Uma boa combinação para isso é usar apenas roupas pretas! Simplicidade.

Até porque isso seria um enorme simbolo para representar a sua mudança. E também sua auto aceitação! Muito provavelmente você é também apegado à sua própria aparência, medo de ficar feio! De não ficar legal nas fotos pra postar no Facebook, Instagram, Snapchat… De não conseguir namorar. Entre outras pseudopreocupações que te atormentam sobre autoafirmação. Se há tanto zelo assim por essa aparência, muito provavelmente – novamente – há a preocupação com aparência de… outros! Não? Não minta.

As flores são bonitas em qualquer lugar do mundo, muita gente tem forma mas não tem conteúdo…

Claro que, isso não é uma regra! Para o minimalismo não existe regra. Você não precisa ser “extremista” a esse ponto, há várias formas de minimalismo. Mas também não significa que não o deva fazer… O que quero dizer é: não precisa fazer única e exclusivamente porque foi sugerido. Sim apresentados alguns pontos que podem ser considerados, e avaliados! Tenha coragem. Arrisque. Inove. Mude.

Deixa os engraçadões do trabalho (faculdade, curso, família) perguntarem no dia seguinte se você tirou pra lavar. Ou se a orelha cresceu. Ou se foi preso. Ou se vendeu. No dia que chegarem atrasados no trabalho, aí você pergunta se tinha muito trânsito ou se foi o pneu que furou. O dia que o colega da faculdade não fizer a parte dele no trabalho afirmando “não ter tempo”, pergunte se foi o cachorro que comeu.

Represente a mudança.

 

© MINIMALISTO: Minimalismo, por um minimalista.

COMENTÁRIOS